sábado, 27 de novembro de 2010

Suicidas ilustres 11: Vincent Van Gogh

Póstumamente reconhecido, hoje suas obras valem fortunas inimagináveis. Mas em vida, foi uma criatura triste, fracassando em todos os aspectos da vida. Não formou família, não teve mulheres, não era capaz de prover sua própria subsistência, dependia do irmão para sobreviver, não tinha amigos, nem relações sociais gratificantes, pelo que se sabe. Foi internado num sanatório. Como mostram as pinturas abaixo, era depressivo, sendo que, sabe-se lá o porquê, cortou sua própria orelha. Tirou sua própria vida em 1890, aos 37 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário