quinta-feira, 3 de maio de 2012

Creme e Castigo



Depois que os hospitais psiquiátricos foram fechados, devido à falta de organização política dos médicos, em contraste com a elaborada organização política de paramédicos, que gostam de brincar de médicos, sem o peso da responsabilidade que isto traz, como acontece com os médicos de verdade, o melhor lugar para um amante da observação de comportamentos estranhos, passou a ser um Congresso de Saúde Mental, como este do qual estou participando. È verdade que sinto saudades daqueles tempos nos quais dava plantões em enormes manicômios, na companhia de doentes graves, de comportamentos bizarros e inesperados. Hoje, só os encontro nos congressos, e dando disputadas palestras. No meio de tantas discussões, um ilustre colega, ao falar sobre o problema da obesidade, deu este nome à sua apresentação: “Creme Castigo”; em referência ao maravilhoso e psicologicamente sofisticado romance de Dostoiévsky.
Diante da esperada novidade de um remédio emagrecedor eficaz, ao mesmo tempo que inofensivo, no que se refere a efeitos adversos, ele afirmou que os obesos, em geral não admitem ser obesos, quando o fazem, não estão dispostos a fazer dieta, uma vez que sempre alegam comer pouco. Quando fazem dieta, ela não funciona. E quando funciona, eles logo recuperam o peso perdido, como sempre afirmando que “não comem muito”. Mas nem tudo está perdido, novidades se anunciam...

4 comentários:

  1. Ai da minha consciência!!!
    Finalmente resolvi me manifestar!
    Bom congresso!
    Abçs,

    MG

    ResponderExcluir
  2. Vou denunciar a obscenidade desta foto e fechar esse blog nocivo! Vc é doente!

    ResponderExcluir
  3. Meu Deus, o cara vem aqui olha a foto e escreve uma bobagem dessa! Saia da internet meu caro, ou melhor se mate.

    ResponderExcluir
  4. Não seria resultado da última instância na busca de prazer?

    Sem ter acesso a qualquer outra forma de prazer, só restaria a do consumo de alimento?

    Zito.

    ResponderExcluir