quinta-feira, 26 de maio de 2011

Pacientes que não tive 19: Araripe Coutinho


Ele está se sentindo perseguido, "por ser poeta, gay, gordo, preto e nordestino". Diz que não está nem conseguindo sair de casa, após o vazamento das fotos na internet, "vestido" apenas com uma flor, na maior tranquilidade. Posando dentro de um Palácio  Público em Aracaju, à época fechado, o poeta de 43 anos, acredita que se fosse sarado, estaria fazendo  mais sucesso. Afinal, é uma foto comum, como outra qualquer... Mais um pobre injustiçado pela maldade humana.

quarta-feira, 25 de maio de 2011

Pimenta Neves, assassino impune.

Dez anos após o assassinato, Pimenta Neves vai preso, aos 70 anos. Ele se diz "deprimido", e não duvido que alegue este fato para deixar sua pena e se "tratar".
Se ele sofre de depressão, não encontro palavras para nomear o sofrimento dos pais de Sandra Gomide, que conheci pessoalmente, de quem tive a oportunidade de tratar. Pessoas íntegras, que assistiram com impotência e dignidade à liberdade grotesca e impune do infame assassino de sua filha. Com eles hoje me solidarizo.

terça-feira, 24 de maio de 2011

Facebook e Depressão

O Facebook pode prejudicar a autoestima de adolescentes e até levar ao suicídio, segundo alerta da Academia Americana de Pediatria, publicado ontem na revista "Pediatrics".
De acordo com o texto, atualizações de status de amigos e fotos de pessoas felizes podem fazer com que jovens se sintam inferiores a outros; 22% deles acessam redes sociais mais de dez vezes por dia.
No ano passado, uma menina americana de 15 anos se matou depois de ter sofrido bullying na rede social.
Para os autores, a "depressão Facebook" deve ser considerada pelos médicos, e os pais precisam falar com os filhos sobre o uso da internet.
Fonte:
http://www1.folha.uol.com.br/fsp/saude/sd2903201104.htm

sexta-feira, 20 de maio de 2011

Stephen Hawking e Chico Xavier


Pessoas com saúde, muitas vezes imaginam que doentes com limitações graves costumam ser infelizes. Stephsen Hawking é uma prova viva do contrário. Sofrendo de grave doença degenerativa que o prende a uma cadeira de rodas, sem controle dos movimentos do corpo, desenvolveu uma maravilhosa obra científica ("fiz mais com um dedo do que você fez com seu corpo inteiro", diz a legenda). Professor lucasiano emérito, atualmente ocupando em Cambridge o mais elevado posto acadêmico daquela Universidade, que coube anteriormente a ninguém menos do que  Issac Newton. Físico teórico e doutor em cosmologia, é um dos cientistas mais respeitados da atualidade. Segundo ele afirma, sua doença, ao contrário do senso comum, fez com que ele aproveitasse mais a vida: “Vivi com a perspectiva de uma morte prematura durante os últimos 49 anos. Não tenho medo de morrer, mas também não tenho pressa. Tenho muito a fazer antes disso”. Fez uma interessante afirmação recentemente, comparando a religião, que, segundo ele, se baseia na autoridade, com a ciência, que se baseia na razão, reforçando que só a ciência “funciona”. Após dedicar a vida ao estudo do universo, afirma que não existe paraíso nem vida após a morte, que essas coisas são “contos de fadas de gente que tem medo do escuro”.
Como aprendi com meus amigos espíritas, isso é um absurdo. Talvez a doença dele se deva a maldades cometidas em vidas passadas. Com certeza ele precisa estudar mais, ao invés de falar do que não sabe. Vou emprestar a ele meus livros do Chico Xavier, da Zíbia Gasparetto e as obras psicografadas do espírito Calunga.
Estude, evolua, leia Kardec.

quinta-feira, 19 de maio de 2011

João Paulo 2º: as vantagens de ser um Santo


Existem várias. Apenas um Santo pode dar nome a Igrejas, ter uma data no calendário litúrgico e ser cultuado. Em seu funeral, João Paulo 2ºfoi saudado por gritos de “Santo súbito” (Santo agora). Seu sucessor, Bento 16, achou por bem retirar a obrigatoriedade antes existente de só criar uma associação para promover a causa do santo 5 anos após sua morte. Isso acelera e facilita o processo.
Uma vez canonizado, isto significa que após ter sua vida vasculhada pela Congregação para as Causas dos Santos, o candidato foi aprovado nos quesitos de virtudes teologiais como temperança, prudência, justiça, fortitude, caridade, cautela, fé, circunspecção, seriedade, esperança, pobreza, ponderação, compromisso, aptidão, precaução, fidelidade, castidade, obediência, benevolência, desambição, simplicidade, polidez, veneração, habilidade emocional, certeza, voluntariado, atenção, austeridade, excelência moral, acatamento, importância, mesura, previdência, brandura, submissão, retidão, indulgência, cortesia, disposição, reverência, certificação, segurança, moderação, compostura, propriedade, integridade, respeito, lealdade, probidade, retidão, pureza, abstinência completa de todas as paixões desordenadas, pobreza, equilíbrio e infalibilidade.
Mas também humildade e modéstia cristãs. Nunca entendi muito bem como esses dois últimos quesitos podem coexistir coerentemente com os 55 quesitos anteriores, mas o fato é que esse pode ser o segundo milagre que falta para que João Paulo 2º seja finalmente canonizado.
Outra vantagem: como Santo, o lucro obtido com a venda de seus souveniers vai decolar!

quarta-feira, 18 de maio de 2011

Suicidas ilustres 19: Marilyn Monroe

“As muito feias que me desculpem, mas beleza é fundamental”. Assim, Vinícius de Moraes inicia seu poema “receita de mulher”. Todos gostam do belo. Eu costumo definir beleza como uma “promessa de felicidade”. Acredito que a beleza não esteja no objeto (no caso, a mulher), mas sim naquele que o observa, o homem apaixonado (eterno bobão). Afinal, para quem ama o “feio”, lindo lhe parece. Mas a beleza é poderosa, embora de maneira relativa.

John Kennedy foi, como presidente dos EUA, talvez o homem mais poderoso do planeta em sua época. Sua esposa, a primeira dama Jacqueline Kennedy, também muito poderosa (e bela), após ficar viúva casou-se pela segunda vez com o magnata grego Aristóteles Onassis (muito feio), um dos homens mais ricos do mundo (o que, para algumas mulheres o torna mais lindo do que eu), sem dúvida poderoso (pai de Christina Onassis, sua única filha e herdeira, outra suicida ilustre). Amante do cobiçadíssimo presidente Kennedy, Marilyn Monroe também era poderosa. Estrela de cinema, atuou em 30 filmes, foi a modelo nua na estréia da revista Playboy. Mas isso de nada valia. Nunca foi feliz no amor. Era depressiva na intimidade, e como muitas pacientes que atendo, não conseguia lidar bem com o poder de atração que exercia sobre os homens. Com certeza ela não se considerava tão bonita como os outros a viam. Tirou sua própria vida em 1962, na Califórnia, aos 36 anos, com uma overdose de medicamentos. Triste fim. As mulheres imaginam que se fossem mais bonitas ou desejadas, seriam mais felizes. Preocupam-se tanto com a balança e outros detalhes supérfluos... Ledo engano.
Dedico este texto a minha querida paciente e amiga Sue Ellen, uma linda mulher, que tem uma preocupação infundada com o que dizem as balanças. Os olhos dos homens dizem muito mais.

terça-feira, 17 de maio de 2011

Medicamento Genérico: suspensão e apreensão

 A Justiça Federal, em Brasília, determinou no dia 12/05 a anulação do registro de dois genéricos do antidepressivo Lexapro (oxalato de escitalopram), muito prescrito para casos de depressão, ansiedade e TOC. O Lexapro é um excelente medicamento, está na linha de frente de minhas prescrições. Mas eu, particularmente, ouço muitas queixas de meus pacientes com relação aos resultados obtidos com genéricos. Como já disse antes, com relação a farmácias de manipulação (vide dia 13/04: Farmácias de manipulação), o barato sai caro. Aqui temos novamente o mesmo problema.

segunda-feira, 16 de maio de 2011

João Paulo 2º: Como se faz um santo

Reconhecer a santidade é uma tarefa hercúlea. O candidato enfrenta uma minuciosa investigação de sua vida pela Congregação para as Causas dos Santos, entidade de tradição, fundada em 1588 pelo Papa Sisto 5º, composta de 34 membros (cardeais, arcebispos e bispos), um promotor da fé, 5 relatores e 83 consultores. João Paulo 2º, o Papa campeão em nomeação de santos (foram 482 em seu reinado), simplificou o processo, eliminando a figura do “advogado do Diabo”, que tinha por função apresentar argumentos contrários à causa.
O primeiro passo consiste no anuncio, por parte de um bispo atento, em qualquer diocese, da virtuosidade de um servo de Deus. Isso só pode ser feito 5 anos após a data da morte do morto. Depois disso, se o Papa proclamar que o candidato a santo tinha “virtudes heróicas” por seus atos na Terra, ou então por seu martírio, ele passa a ser considerado “venerável”. A seguir, para que o venerável seja proclamado “beato”, se faz necessária a confirmação de um milagre a ele atribuído. Mas a Santa Igreja é sábia e rigorosa. Um milagre só não basta. É preciso que seja confirmado um segundo milagre, aí sim pode ocorrer a canonização, e o beato virar Santo.
Independentemente da opção religiosa de cada um, precisamos nos unir em prol dessa causa. Participe da campanha que procura o segundo milagre de João Paulo II. Quem souber de algum, favor avisar diretamente ao Vaticano (para que as medidas canônicas cabíveis sejam encaminhadas) no endereço:

domingo, 15 de maio de 2011

Regime de exceção

A pedido de meus seguidores fiés, o AI-5 será temporáriamente reativado. A censura será imposta com o mais nobre dos objetivos, ou seja, permitir que as pessoas continuem acessando este blog, encontrando entretenimento, cultura e diversão. Mensagens com conteúdo desagradável serão bloqueadas, até o retorno à normalidade. Aos meus colaboradores, meu muito obrigado.

sábado, 14 de maio de 2011

Jair Bolsonaro não está tão só

Jair Bolsonaro não está só. Dom Joaquim Giovani Mol Guimarães é um homem respeitado. Reitor da PUC de Minas Gerais, bispo auxiliar de Belo Horizonte e novo responsável pelo setor pastoral de Educação da CNBB. É mais um que discorda da exibição de vídeos de relações homossexuais nas escolas publicas. Ele lamenta a posição do MEC nesse assunto, argumentando que ela represente uma concessão privilegiada aos grupos interessados (“LGBHT”, se não me engano), uma imposição sobre crianças e adolescentes. D. Mol afirma que a atitude do governo “desconsidera e contraria, muito provavelmente, não só os pais dos alunos, mas também o conjunto do povo brasileiro, a quem os governantes deveriam servir”. Ele também recomendou que o governo empreendesse “um saudável e franco diálogo com educadores de vários setores”, e não apenas lésbicas, gays, travestis, transexuais e homossexuais. Os normais também deveriam ser ouvidos.

Distúrbios mentais incapacitam mais do que doença físicas

De acordo com dados de uma série de estudos sobre o Brasil, publicada no periódico médico "Lancet", as doenças mentais são as responsáveis pela maior parte de anos com qualidade de vida perdidos no país devido a doenças crônicas.
Essa metodologia calcula tanto a mortalidade causada pelas doenças como a incapacidade provocada por elas para trabalhar e realizar tarefas do dia a dia.
Segundo esse cálculo, problemas psiquiátricos foram responsáveis por 19% dos anos perdidos. Entre eles, em ordem, os maiores vilões foram depressão, psicoses e dependência de álcool.
Em segundo lugar, vieram as doenças cardiovasculares, responsáveis por 13% dos anos perdidos.
Outros dados do estudo mostram que de 18% a 30% dos brasileiros já apresentaram sintomas de depressão. Na região metropolitana de São Paulo, uma pesquisa, com dados de 2004 a 2007, mostrou que a depressão atinge 10,4% dos adultos.
Fonte:

sexta-feira, 13 de maio de 2011

A luta solitária de Jair Bolsonaro

O deputado federal Jair Bolsonaro (PP-RJ), como muitas outras pessoas, é contra a exibição de filmes de conteúdo impróprio em escolas. De maneira estranha, ele parece estar sozinho nesta luta.
O Ministério da Educação (MEC), elaborou um material pedagógico a ser distribuído em 6 mil escolas do ensino médio, no segundo semestre deste ano. Trata-se de um kit composto de vídeos que exibem com naturalidade cenas de transexualismo, bissexualidade e homossexualidade. Um dos filmes exibe a alegre e incompreendida relação (inclusive sexual) de duas meninas lésbicas. Isto foi elaborado pelo “famoso” PNPCDH-LGBT, ou Plano Nacional de Promoção da Cidadania e Direitos Humanos de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. Esse grupo quer que jovens sejam expostos a filmes de divulgação de práticas sexuais variadas, com “naturalidade”, a fim de incentivar o “debate” e a aceitação do assunto. Isso dentro de escolas!
Bolsonaro é contrário à atual apologia que se faz ao homossexualismo. Ele acredita que este tipo de exposição, sobre jovens em formação seja nocivo. Também considera que esse tipo de incentivo nas escolas, torna as crianças e os jovens presas fáceis para os pedófilos. Por defender posições dessa natureza, ele tem sido injustamente acusado de intolerante e “homofóbico”. Convido todos os interessados nessa luta a colaborarem com suas opiniões, enviando-as diretamente ao próprio deputado, através do link:

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Os Papuas

Muitas pessoas sabem que Deus criou o homem à sua imagem e semelhança (vide foto). O Arcebispo Ussher (vide postagem de 05/11/2010), após estudar exaustivamente a Bíblia, conseguiu determinar que isso aconteceu exatamente às 9 horas da manhã do dia 23 de outubro do ano de 4004 antes de Cristo.
Mas outras pessoas acreditam em coisas diferentes. Os seguidores de Darwin, também conhecido como o Capelão do Diabo (não custa lembrar), tem a estranha convicção de que o homem é um animal, e que evoluiu a partir de criaturas simiescas. Segundo eles, há cerca de 3 milhões de anos, na África, alguns antropóides começaram a andar sobre duas pernas e assumiram a forma que eles chamam de “Australopitecus africanus”, que com o passar do tempo, mudaria de nome, para “Homo habilis”, depois “Homo erectus”, e por fim, há cerca de 500 mil anos, para “Homo sapiens”. Ainda segundo eles, por volta de 40 mil anos atrás, teria acontecido o que chamam de “grande salto para frente”, com o desenvolvimento da fala, arte e religião. Eles tem a estranha convicção (mais uma) de que foi o homem que criou Deus, e não o contrário. De qualquer forma, o que eles chamam de “paleolítico”, ou “idade da pedra”, teria terminado há cerca de 10 mil anos, com o advento da civilização, quando, após desenvolver a agricultura, o homem passou a viver em grandes assentamentos, as “cidades”. O resto, sabemos de cor. Com o aparecimento da escrita, inicia-se a história. Os homens desenvolvem ciência e tecnologia, guerreiam e se matam, atravessam oceanos. Alguns dizem que os homens chegaram até a Lua, outros dizem que não. Fico na dúvida.
Acontece que, em alguns lugares remotos do mundo, os homens continuaram à margem desses desenvolvimentos. Quando os europeus exploraram o Oceano Pacífico, descobriram a Ilha de Nova Guiné, e seus habitantes, que não haviam saído da Idade da Pedra, não sabiam ler, não temiam a Deus, nem sabiam que existiam pessoas diferentes em lugares distantes. Os habitantes dessa ilha são os Papuas. Verdadeiros homens “das cavernas”, embora não vivam em cavernas. Desde adolescente sinto-me fascinado pelos Papuas. Acredito que temos muito a aprender com eles. Eu falava tanto neles, que alguns amigos queridos e suas famílias até hoje me chamam pelo antigo apelido de “Papua”. É isso. Alguém pediu que eu explicasse de onde vem esse apelido. Está feito. É por isso que eu sou o “Papua”.

Um grande abraço a meu amigo Rogério e sua querida família!
 

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Pacientes que não tive 16: Karl Lagerfeld

Imagino como seria interessante atender ao estilista... Mas interessante mesmo seria fazê-lo nessa cama, na presença da escultura de chocolate que ele fez, inspirada em seu namorado... Ou o cara não é muito normal, ou sou eu que não estou batendo bem da cuca.

quarta-feira, 4 de maio de 2011

Drive Thru de Oração


A vida é cheia de mistérios, e é difícil conviver com as diferenças. Afinal o que importa, no fundo, é chegar a Deus, sentir sua presença em nossa vida cotidiana. Mas a vida no mundo moderno é uma correria. Pensando nisso, a Igreja Universal do reino de Deus lançou o “Drive thru da oração”. Com ele, o motorista não precisa nem descer do carro para ser abençoado, e seguir viagem tranqüilo, em segurança.
Com o lema: “pare, ore e siga”, mais uma vez, os mistérios de Deus se anunciam aos homens. Agora, os evangélicos não precisam mais ficar com ciúmes dos espíritas, ambos nos fazem lembrar o MacDonald’s! (vide a postagem de Chico Xavier, no dia 14 de abril, neste blog). O que importa é que somos todos irmãos, filhos do Deus vivo, humildes estudantes sem fim da Palavra, lendo Kardec, felizes por sermos católicos ou pagando dízimos, somos partícipes do mesmo mistério. Pena que algumas pessoas ainda brinquem com isso. São vidas empobrecidas.